Trip

Viña VIK

Uma experiência fascinante aguarda o hóspede do hotel-boutique chileno que acaba de passar por uma expansão e que combina – com raro talento – o décor artsy, vinho premiado e arquitetura marcante. (POR BIANCA NUNES)

10 Set 2019 10:00

Hoteis de luxo dentro de vinícolas são um charme por si só. Mas, quando agrega-se a isso uma arquitetura única, decoração com design e obras de arte, ah, eis que toda a experiência se torna única. Carbono Uomo foi conhecer a Viña VIK, na região do Millahue, no Chile, um hotel-design em meio a vinhedos que produzem tintos premiados e suspiros de admiração diante de tamanha beleza.
O complexo foi idealizado pelo empresário norueguês Alexander Vik, em 2006. A ideia era produzir vinhos de chateaux em território chileno, o que carecia de encontrar o terroir ideal e o microclima que colaborasse com a empreitada. Vik reuniu, então, 22 especialistas em vinho e lhes incumbiu da tarefa. A área escolhida fica a 200km (2h de carro) ao sul de Santiago. Com a vinícola instalada, a Viña VIK passou a produzir três vinhos de altíssima qualidade: o Milla Cala, La Piu Belle e o premiado VIK (2o. lugar na degustação às cegas LA CAV 2015). Todos são resultado de uma combinação equilibrada e elegante de cincos tipos de cepas, Cabernet Sauvignon, Carmenére, Cabernet Franc e Merlot.

 

 

A ARQUITETURA
O projeto da vinícola é do arquiteto chileno Smiljan Radic, escolhido por Vik após concurso nacional realizado em 2007. De conceito sustentável, ela se estende de forma discreta pelte terreno, com a preocupação de causar o mínimo impacto no ambiente. Logo na entrada, uma praça com água corrente convida o visitante a caminhar por uma extensa passarela até adentrar à instalação. Uma vez lá dentro, há a apresentação de todo o processo vinífero, além de uma oportuna degustação guiada.

 

 

O HOTEL
Em 2014, o hotel foi inaugurado para complementar a experiência do vinho. O projeto original é do escritório uruguaio Marcelo Daglio Arquitectos e chama a atenção pelo conceito futurista. Se a vinícola busca se mimetizar na paisagem, o hotel pode ser visto a longa distância, graças ao revestimento do teto, um reluzente titânio, moldado em formato ondulado em referência ao horizonte montanhoso.
A opção pelo material metálico – bem como o alumínio, o aço, o concreto e vidro – se deveu a baixa manutenção e longevidade dos mesmos. Isso porque todo o hotel busca ser auto-sustentável e consumir o mínimo de recursos naturais para se manter.
Um jardim zen no pátio central dá as boas-vindas. A piscina, de borda infinita e debruçada sobre o vale, é um dos destaques. Já as áreas comuns são decoradas com objetos de arte e design assinados. Não raro, esbarra-se em obras de James Turrell e Antonio Segul pelas dependências do hotel. Assim também é nos 22 quartos, com vista para a Cordilheira dos Andes e os vinhedos.

 

 

Em 2019, o hotel ganhou um acréscimo de 19 bangalôs – o Puro VIK (foto que abre este post). Feitos de vidro e com telhados verdes, as novas unidades contam com terraços privativos, décor artsy e mobiliário de design assinado. Construídos para traduzir de forma ainda mais intensa a vivência na propriedade, eles ficam em meio aos vinhedos e tem vistas de tirar o fôlego.

 

Vista da varanda dos novos Puro VIK.

 

A experiência do hotel se completa com pacotes de atividades que podem incluir degustações exclusivas na vinícola, cavalgada, picnic nos vinhedos, observação de pássaros, tour astronômico, experiência de colheita das uvas durante a vindima, balonismo, trekking, mountain bike, sala de jogos, fitness center, piscina, sauna e chá da tarde. Além do spa com tratamentos exclusivos voltados a vinoterapia.

 

 

A GASTRONOMIA
É preciso se destacar a excelente cozinha – fresca, local e sazonal – oferecida pelo chef Rodrigo Acuña Bravo, no comando dos restaurantes da Viña Vik: o Milla Milla (dentro do hotel) e o Pavilion Café, que fica na vinícola. Os ingredientes vêm de pequenos produtores locais e da própria horta do hotel, que é responsável por 30% do que é consumido na propriedade. O menu privilegia a típica cozinha chilena e se destaca pela originalidade na criação dos pratos, realçados pelos elegantes vinhos da casa. O jantar é mais formal e consiste em um menu de quatro tempos servido no restaurante Milla Milla.

 

 

O café da manhã é primoroso, desde o simples iogurte com granola à saborosa tostada com avocado e ovos de gema mole. Dos deuses! E, ainda, é possível se provar um menu farm-to-table lunch que acontece ao ar-livre durante o verão, em uma grande mesa compartilhada com outros hóspedes – todos sob “tortura” do perfume da parrilla, preparada a poucos metros dali.

 

Farm to Table lunch nos verões da vinícola

 

SERVIÇO
VIÑA VIK
Endereço: Millahue s/n, San Vincente de Tagua Tagua, VI Chile
Reservas: reservations@vikretreats.com
Tel:+56 9 5668 4853
www.vinavik.com

 

 

Veja mais