Trip

Paraíso renovado

Uma das pérolas do grupo hoteleiro Oetker Collection no Caribe, o Jumby Bay Island reabre após reforma milionária sob o comando da arquiteta brasileira Patricia Anastassiadis.

por Fabiano Mazzei 15 Mai 2019 00:10

Um dos destinos mais exclusivos do turismo de luxo mundial, a ilha privativa de Jumby Bay, a 5km de Antígua, no Caribe, acaba de ganhar um certo sotaque brasileiro. Com 25 anos de história, o resort Jumby Bay Island, do grupo Oetker Collection, foi reaberto ao público totalmente renovado após 12 meses de intensa reforma liderada pela arquiteta brasileira Patricia Anastassiadis.
Com 40 quartos e 16 villas, o resort integra um complexo junto a um condomínio de 32 private residences, que também podem ser alugadas a grupos ou famílias, e que ficam sob a gestão do próprio hotel (leia mais à seguir).

 

A praia de Jumby e o lounge na areia, uma extensão do bar criada por Patricia Anastassiadis

 

Assim como fez com outro hotel do grupo, o paulistano Palácio Tangará, Patricia cuidou especialmente das áreas comuns do resort: bares, restaurantes, piscina, boutique, spa e um lounge na praia. Tudo respeitando as linhas arquitetônicas e o conceito de décor original do resort. Referências náuticas, uso de móveis em rattan e um classudo bar em mármore italiano deram a tônica do projeto da brasileira.
“É o que chamamos de ‘understated luxury’, uma vivência mais natural de exclusividade e de bem-estar. As pessoas têm buscado isso e o hotel, aberto como é, proporciona ainda uma conexão direta com a natureza”, disse Patrícia, durante o evento de apresentação do projeto em almoço armado no Burle Bar do hotel Palácio Tangará, na terça 14, em São Paulo.

 

 

A reforma durou um total de 12 meses e foi um processo desafiador por conta do isolamento da ilha. “Já fiz obras em lugares remotos, com barreiras logísticas grandes como este. Não de pode esquecer nada!” contou ela, que revelou que o momento mais delicado foi a montagem do bar (na foto do abre deste post). “O balcão veio da Itália, todo desmontado e numerado. Foi uma loucura encaixar cada peça de mármore de forma tão exata”, lembra. Boa parte do mobiliário veio de fornecedores italianos, mas a brasileira Artefacto também está presente no projeto.
Outro desafio foi concentrar o trabalho nos períodos autorizados pela direção do hotel, fora da alta temporada e do ciclo de furacões, comum entre maio e julho. “Tivemos que correr muito para entregar tudo no prazo”, conta a brasileira.

 

 

PARA MORAR
O empreendimento Jumby Bay Island conta com 32 residências privadas, de dois a quatro quartos e valores entre US$ 20 milhões e US$ 50 milhões. Os proprietários podem entregar suas casas para a gestão do hotel, indicando se as mesmas estão liberadas para a locação. As diárias variam entre US$ 18 mil e US$ 45 mil.
“Toda a manutenção da casa, treinamento dos staffs e gestão dos contratos de locação é feito pelo hotel”, afirmou Sandro Frees, diretor do Jumby Bay. Segundo ele, o foco do modelo locatício são as famílias, que chegam a ocupar cinco, seis quartos no hotel durante as férias – um valor equivalente a alugar uma das moradias.
O diretor destaca que o condomínio oferece total segurança e privacidade, algo valioso para o tipo de público ao qual se destina. Há um sofisticado sistema de segurança e monitoramento 24h na ilha, incluindo um radar especial que detecta a presença de barcos não autorizados que venham a se aproximar da ilha mesmo à noite. Assista abaixo ao vídeo de apresentação das residências e seus serviços:

 

 

O acesso à Jumby Bay Island pode ser feito via Miami ou Nova York, de onde partem vôos diários para Antígua. Um rápido transfer terrestre do aeroporto local até o barco é oferecido pelo hotel. Para quem desembarca em Miami à noite, o resort pode ajudar a organizar um charter em jato privado.
A temporada ideal para visitar a ilha – que tem 300 acres e duas praias para o banho, Jumby e Pasture – é entre novembro e meados de junho. No mês de julho, apesar do calor, é considerada baixa temporada e também coincide com o início da estação dos furacões, que se estende até outubro. www.oetkercollection.com

 

 

Fabiano Mazzei

Jornalista especializado na cobertura do mercado de luxo mundial, ele é também consultor de comunicação para empresas e gestor digital da plataforma Carbono Uomo.

Veja mais