Moda

Expansão

Shorts Co. se prepara para abrir uma loja em… Dubai! Carbono bateu um papo com o o empresário Michel Lassner

18 Fev 2020 17:19

Foi durante as férias na Riviera Francesa, no verão europeu de 2012, que o empresário Michel Lassner notou que os shorts masculinos por lá eram mais descolados do que os que costumava ver no Brasil. No litoral do Sul da França, os homens desfilavam estampas divertidas com modelagem moderna. E mais: “Havia uma lojinha de shorts masculinos em cada vilarejo, num raio de dez quilômetros um do outro”, lembra ele.

 

Foi ali que veio o insight para criar a Shorts Co., marca de beachwear masculino, em um mercado até então inexplorado no Brasil. “Pensei: se somos um país tropical, com um extenso litoral, por que ainda não há uma marca de praia masculina?”, diz ele. Formado em engenharia de produção, Michel conta que sempre teve o sonho de empreender e visualizou na moda praia para homens um nicho promissor.

Alexandre Reitzfeld e Michel Lassner: marca em expansão internacional!

 

A primeira loja, na rua Melo Alves, nos Jardins, foi inaugurada em junho de 2013. O investimento inicial foi de R$ 500 mil. Sete anos depois, a Shorts Co. soma dez lojas, nove delas em sistema de franquia –exceto a flagship da marca, na rua Oscar Freire. “A franquia é o modelo mais eficiente”, afirma Michel.

 

Além das lojas franqueadas, a marca produz cerca de 20 mil peças/ano e exporta para mais de 20 países. Estados Unidos e Alemanha são os mercados mais expressivos. Vale destacar que o crescimento foi gerado pela própria operação do negócio. Ou seja, sem injeção de capital investidor. “Mesmo com a crise no varejo, ao longo desses anos, sempre crescemos e avançamos com as próprias pernas”, diz.

 

ARÁBIAS

 

Em 2019, houve uma mudança na gestão da empresa, em função do plano de expansão da marca. Alexandre Reitzfeld deixou a sociedade, mantendo três lojas franqueadas e segue como parceiro de Michel no projeto de expansão internacional. A abertura da primeira loja fora do Brasil, em Dubai, será em breve. “Está para acontecer um grande projeto no Oriente Médio”, comemora.

 

No Brasil, a Shorts Co. prevê franquias em capitais como Goiânia, Brasília, Cuiabá, Belo Horizonte, Fortaleza, Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre. A ideia é abrir ao menos duas novas lojas no país, em 2020. “Acreditamos que o Brasil está reagindo à crise e nos próximos anos a economia será retomada. Além disso, apresentamos taxas de retorno bastante atrativas sobre o investimento”, afirma ele.

 

O segredo do sucesso da Shorts Co., segundo Michel, deve-se principalmente ao pioneirismo da marca. “Abrimos esse mercado no país e seguimos sendo referência”, diz. Embora tenham uma linha também, feminina, com biquínis, maiôs e cangas, os shorts respondem por 80% do faturamento. Aos 32 anos, Michel é o grande garoto propaganda da marca. “Trabalho e faço reunião de shorts. Se eu não acreditar na marca, quem vai acreditar?”, finaliza. Parabéns!

 

Veja mais