Gastronomia

V de Vegano

Entenda por que todo mundo está deixando de consumir alimentos de origem animal

28 Fev 2018 12:57

Por Daniel Salles

A terceira temporada do seriado Narcos, exibido e produzido pela Netflix, estreou em setembro sem Wagner Moura no elenco. Morto no fim da anterior, o sanguinário traficante Pablo Escobar não faz parte da vida do ator baiano há quase dois anos. Ator e personagem, aliás, já mal se parecem. Para viver Escobar, Wagner precisou engordar 20 quilos. Para perdê-los, entrou no boxe, voltou a praticar jiu-jítsu e aderiu à dieta que mais parece ganhar adeptos mundo afora, a vegana. Afinal, quem não tem algum amigo ou parente que declarou recentemente ter deixado de consumir qualquer alimento de origem animal? De acordo com a Vegan Society, entidade que milita pela dieta e é sediada em Birmingham, na Inglaterra, o número de adeptos no país cresceu 360% na última década. Hoje, são 542 mil pessoas. Já a ferramenta Google Trends, que permite monitorar tendências de buscas online, atesta que a procura pela palavra vegan aumentou 90%.

Para a sorte dessa turma, a quantidade de restaurantes com boas opções veganas (leia-se realmente saborosas e inventivas) já não se conta nos dedos. Em Londres, há bons endereços como o Essence Cuisine, recém-aberto na região de Shoreditch, que serve lasanha de tomate com pesto de pistache e ricota de macadâmia e uma caesar salad que leva shiitake no lugar do frango e molho à base de semente de girassol. Inaugurado, em janeiro, em East London, o Temple of Hackney tem arrebanhado multidões graças a hambúrgueres preparados com a proteína vegetal seitan e fritas com queijo vegano.

Nas principais capitais brasileiras, a oferta de estabelecimentos 100% livres de alimentos de origem animal ainda é tímida. Mas a quantidade de casas que se obrigam a incluir boas receitas veganas em seus cardápios tem crescido. É o caso do vegetariano Naturalie Bistrô, aberto, no final no ano, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Com cardápio sazonal, recebe os veganos com pedidas como salpicão de grão-de-bico com cenoura, tofu defumado, maçã verde, banana-passa, milho, creme de castanhas e palha de batata roxa. De sobremesa, pavê de beijinho de coco com doce de leite vegano e biscoito de coco. “Criar receitas para quem não come alimentos de origem animal, ou simplesmente não abre mão de comidas saudáveis, virou uma ótima oportunidade de negócio”, diz a chef do Naturalie, Nathalie Passos, que, por sinal, não parou de comer carne.

Os benefícios da dieta são inegáveis. “Você deixa de consumir gordura saturada de carne, leite e ovos e evita carne processada, que a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou como causadora de câncer”, informa a Vegan Society. A lista de celebridades partidárias não se resume a Wagner Moura. Liam Hemsworth, Jennifer Lopez e Tobey Maguire, o primeiro Homem-Aranha do cinema, são alguns dos nomes que entraram para o time. A cantora maluquete Miley Cyrus tatuou, em junho, o logotipo da Vegan Society e proclamou a seus 71 milhões de seguidores no Instagram: “Vegan for life!”. É de se imaginar quantos resolveram copiá-la.

ONDE OS VEGANOS TÊM VEZ – As melhores opções no eixo Rio-São Paulo para quem segue a dieta

A. Piccolo — SP
O chef Marcelo Milani prepara uma ótima fregola de abóbora com cavolo nero defumado e cogumelos porcini e paris com quinoa crocante. Para fechar, semifreddo de castanha-do-pará. piurestaurante.com.br/piccolo

B. Casa Raw — SP
100% vegana, prepara ótimas combinações como abobrinha recheada com palmito, brócolis e alho-poró, acompanhada de purê de cenoura com gengibre e legumes.
casaraw.com.br

C. Urbe Café — SP
Prove a focaccia de abobrinha, tomate assado, mix de cogumelos, azeitona preta, cebola roxa e castanha-do-pará e o spaguetini de abobrinha ao sugo, com almôndegas de feijão-branco. facebook.com/urbecafe/

D. Cadillac Burger — SP
A hamburgueria na Mooca prepara o veggie burger sem nada de origem animal. Leva grão-de-bico, aveia, quinoa real, curry, rúcula e tomates maduros.
cadillacburger.com

E. Naturalie — RJ
A chef Nathalie Passos serve pedidas como salpicão de grão-de-bico com cenoura, tofu defumado, maçã verde, banana-passa, milho, creme de castanhas e palha de batata roxa.
facebook.com/naturaliebistro

F. Pipo — RJ
Uma das opções veganas da casa do chef Felipe Bronze é o tartare de melancia na brasa, servido com limão-siciliano e amêndoas.
piporestaurante.com

Veja mais