Gastronomia

Aposta no Brasil

Beam Suntory – que produz o bourbon Jim Beam – anuncia novo modelo de atuação no País, investindo no mercado nacional como carro-chefe da marca na América do Sul e Central.

28 Jun 2019 12:39

A Beam Suntory anunciou que passará a controlar 100% de sua operação no Brasil a partir de 1º de julho. Antes sob a gestão da Bacardi, as vendas das marcas da empresa – como o Jim Beam Bourbon e Teacher’s Whisky – passam para as mãos do executivo Walter Celli, que preside a subsidiária da destilaria nos mercados do Brasil/Paraguai/Uruguai desde 2017. O País, por seu alto poder de consumo de whisky, é visto como mercado prioritário da empresa, que tem sede em Chicago (EUA) e é uma subsidiária da Suntory Holdings, do Japão. 

 

 

“Estamos empolgados em oferecer aos consumidores uma mudança nas categorias tradicionais do Brasil, lançando marcas que fogem do lugar comum”, disse Walter Celli. “E com o Jim Beam, o bourbon número 1 em vendas no mundo, vamos oferecer drinks refrescantes como o Highball (na foto que abre este post), que é uma excelente opção para aproveitar nosso clima no Brasil. Com essas iniciativas pretendemos crescer no longo prazo 10 vezes o nosso tamanho em premium no mercado brasileiro.”

 

Haku Sour Drink

 

ESTRATÉGIA GLOBAL
O controle total da operação no Brasil reflete uma estratégia assumida globalmente pela companhia. China, México, Coreia do Sul e África do Sul foram outros países a passar, recentemente, por mudanças no modelo de atuação da marca. “O Brasil é o motor que impulsionará os negócios da Beam Suntory na América do Sul e Central nos próximos anos”, disse Nadim Assi, CFO-Internacional e gerente geral da América do Sul e Central. “O País é um mercado atraente para o whisky, com forte potencial para a versatilidade do Bourbon. Estamos muito otimistas com as nossas perspectivas a longo prazo neste país tão diversificado”.
“Estamos determinados a acelerar nosso desempenho no país e, assumindo 100% da operação, estamos construindo uma importante plataforma de crescimento de longo prazo”, completou, em nota, Pryce Greenow, presidente da Beam Suntory – Internacional.  www.beamsuntory.com

 

 

Veja mais