Trip

Um hotel com toques do século 19

O charmoso Belle Époque fica na melhor região de Baden-Baden, sem restaurante, mas com belo jardim

por Shoichi Iwashita 18 Jan 2018 11:29

Uma linda e elegante casa do fim do século 19 situada em uma rua praticamente residencial, a cinco minuto s a pé do centro de Baden-Baden e a 250 metros da Lichtentallerallee, se transformou no Belle Époque: um hotel pequeno, aconchegante, decorado com móveis antigos (nem sempre bem conservados), sem restaurante (nos salões só são servidos os ótimos café da manhã, o chá da tarde e drinques o dia todo, em mesas elegantemente decoradas, mas dá para almoçar e jantar no outro hotel do mesmo dono, o Der Kleine Prinz — o hotel oficial do Pequeno Príncipe! —, a dois minutos daqui, na própria rua, ou ainda no Brenners, a uma quadra), mas com um jardim-com-fonte daqueles que nos dão vontade de passar a vida lendo a obra completa de Balzac.

Os quartos estão espalhados por quatro prédios, e como não há elevadores em todo o hotel (também tem uma escada para acessar a recepção, o que é ruim para pessoas com mobilidade reduzida), prefira sempre se hospedar no prédio principal — onde é servido o café da manhã e estão sete dos quartos do Belle Époque — e no primeiro andar (se o tempo estiver bom, dá para tomar café da manhã no terraço com vista para o jardim). O serviço do hotel é excelente e eles vão subir e descer suas malas, mas dois lances de escada em casa antiga com pé-direito alto depois de um jantar com vinho ou uma noitada no cassino é sempre desestimulante… Na decoração, cada quarto tem um estilo distinto, que vai do Império ao Art Déco passando pelo vitoriano, Biedermeier, Louis 16; uns mais claros, outros mais escuros; e são decorados com móveis antigos. E essa é uma das minhas ressalvas: a minha mesinha de trabalho do século 19 não funcionava direito, o guarda-roupa (enorme) era meio ruim de abrir, e até as cadeiras do restaurante — também antigas — não convidam a permanecer muito tempo nelas… Os lençóis tampouco são da melhor qualidade e, no banheiro, o chuveiro fica dentro da banheira de uma forma meio desconfortável (e eu sempre acho meio perigoso cair na hora de sair da banheira molhada, ainda mais porque ela é meio alta). De qualquer forma, a localização é excelente, o serviço bastante profissional e simpático, e levando em conta que as diárias aqui custam metade do que custam no vizinho — e mítico — Brenners, o Belle Époque é uma elegante opção a ser considerada para a sua próxima estadia em Baden-Baden.

Shoichi Iwashita

Compulsivo por informação, pesquisador contumaz, apaixonado por livros, jornais e revistas, e colecionador de moleskines com anotações de viagens e restaurantes, o resultado que almeja são textos-em-contexto sobre experiências, de forma que o leitor, de posse delas, aproveite só o melhor de cada lugar; em Nova York, Tóquio, Paris ou São Paulo.