Trip

O East End de Lisboa

No que tange tendências imobiliárias, um truque infalível tem sido tradicionalmente seguir os artistas

por Athena Advisers 22 Jan 2018 10:50

No que tange tendências imobiliárias, um truque infalível tem sido tradicionalmente seguir os artistas. Atualmente em Lisboa, isso significa Marvila, Xabregas, Beato e Braço da Prata, também conhecidos como o East End de Lisboa. Nos últimos 5 anos, galerias renomadas como Underdogs e Galeria Francisco Fino abriram em armazéns reformados, enquanto artistas e arquitetos rapidamente adquiriram estúdios.

Nos armazéns restantes, você encontrará espaços de co-working criativos e cervejarias artesanais próximas ao rio, onde gruas e contêineres ainda dão a este lado de Lisboa a sensação de zonas portuárias. Foi o intimista espaço de coquetéis Capitão Leitão, administrado pelo inglês Will Grant e por sua esposa portuguesa Viviane, que ganhou o prêmio de melhor bar estreante da Time-Out em 2017. Há também o Ela, um coletivo dos criativos mais inovadores da cidade que organizam as raves after-hours secretas mais descoladas da cidade para celebrar a energia do emergente East End de Lisboa.

Os convites são entregues através de um grupo secreto de facebook com membros aprovados previamente. No entanto, em vez de elitista, trata-se de reunir as pessoas que têm uma verdadeira contribuição e interesse em ver esta área prosperar. Foi aqui que os criativos e empresários estrangeiros que procuram o espaço que precisam para elaborar projetos ambiciosos se estabeleceram, desde o atelier do designer de móveis francês Romain Jeantet à empresa de agricultura urbana de propriedade francesa Gro-Ho. Aos sábados, a área se torna uma meca para os amantes de móveis vintage, quando o armazém de móveis Cantinho do Vintage escancara suas portas.

Seria fácil classificar Marvila como o próximo meatpacking-district de Lisboa ou o equivalente a Shoreditch e pronto. Mas os artistas locais que moram e trabalham aqui não irão concordar, ou melhor ainda, deixar isso acontecer, tão rapidamente.

O renomado artista contemporâneo português Tomaz Hipolito, que comprou seu armazém estúdio em Marvila há 5 anos, diz que a vizinhança está passando por uma época interessante. Embora ainda esteja abaixo da média de Lisboa, com preços que variam entre €1.634 e €2.865 por m², grande parte dos potenciais imóveis onde artistas emergentes poderiam efetivamente morar já foi adquirida por desenvolvedores que planejam construir lofts no estilo Brooklyn e blocos de co-living em larga escala, provavelmente mais adequados aos nômades criativos que já se reúnem em espaços de co-working como o Lisbon WorkHub.

Por ora, a construção ainda não foi iniciada e o East-End de Lisboa ainda dá a sensação de ser uma tela em branco, pulsando com energia criativa mas sem uma identidade clara. Passeie pela rua principal de Marvila, a Rua do Açúcar e ela é muito mais tranquila do que se poderia esperar. Isso, por si só, pode ser um alívio em nosso mundo de rápida homogeneização, mas significa que você precisará saber onde ir quando se trata de penetrar a alma do East End de Lisboa. De acordo com Tomaz, a última coisa que Marvila precisa se tornar é outro meatpacking district. “Vá ao meatpacking district de Nova Iorque hoje e não há nem sinal de um açougueiro, apenas lojas estilosas e cafeterias, o bairro perdeu totalmente a alma que antes o tornava tão atraente”. Por enquanto, com a turma criativa de Lisboa observando ativamente sua evolução, a gentrificação de Marvila ainda parece estar distante.

Leia essa e outras reportagens da Athena Advisers clicando aqui.

Athena Advisers

Investimento, propriedades e lifestyle. A Athena Advisers é uma consultoria boutique especializada em propriedades high-end em Lisboa, Barcelona, Côte d’Azur, Alpes, Paris e Londres. A agência foi uma das primeiras a fincar bandeira na capital portuguesa prevendo o boom imobiliário que faz da cidade o novo eldorado do real estate internacional.

Veja mais