Motor

O Volvo que mostrou a Suécia para o mundo

Amazon completa 60 anos como um dos veículos mais emblemáticos da montadora

por Rebeca Martinez 6 Set 2016 09:49

A Volvo, montadora sueca cujos carros carros são conhecidos como os mais seguros do mundo, acaba de comemorar os 60 anos do lançamento do emblemático modelo Amazon, pouco conhecido pelos brasileiros. Lançado no primeiro final de semana de setembro de 1956, na cidade de Örebro, ele era completamente diferente da percepção que as pessoas tinham sobre o visual de um Volvo.

O modelo foi o segundo produzido pela empresa após a 2ª Guerra Mundial. E talvez se possa dizer que era um carro com cidadania múltipla, com o nome vindo das guerreiras da mitologia grega e características extraídas dos designs italiano, americano e britânico. O jovem de 26 anos Jan Wilsgaard estava no comando do projeto. Ele se tornou chefe de design da Volvo por muitos anos depois.
O Amazon ficou conhecido por este nome apenas nos países nórdicos, pois uma fabricante alemã de motocicletas havia lançado o modelo Amazone. No restante do mundo o carro, o Amazon foi chamado de 121, enquanto sua versão esportiva era o 122.

Os modelos fabricados entre 1957 e 1959 eram extremamente elegantes. A fabricação do modelo era bicolor. O modelo esportivo foi lançado apenas em 1958, e foi a partir de 1959 que a Volvo passou a fabricar Amazons de cor única. Neste mesmo ano, a Volvo patenteou o cinto de três pontos, e foi a primeira montadora do mundo a ter o dispositivo de segurança como item de série.

O ano de 1962 trouxe a edição Amazon Estate. Com inspiração americana, sua tampa traseira contava com abertura horizontal. A edição mais esportiva do Amazon foi o 123 GT, de 1967, que tinha o mesmo motor do esportivo 1800S, com 115 cv. O modelo continuou em desenvolvimento e evolução apesar da introdução da série 140, em 1966. O modelo conta com o maior número de unidades fabricadas pela montadora, somando 667.791 Amazons até 1970. Ele foi também o veiculo responsável por fazer a montadora mudar seu foco do mercado interno para o externo. Cerca de 60% das unidades foram vendidas fora da Suécia.

Em 3 de julho de 1970, na cidade de Torslanda, a última guerreira amazona foi construída. Com um exterior azul escuro, o veículo foi levado direto para a coleção de carros que mais tarde se tornaria o Museu Volvo.

10 fatos curiosos sobre o Amazon
– Cerca de 8% dos 297.000 veículos vendidos na Suécia ainda estão em circulação, sendo o mais comum encontrado aquele de fabricação no ano de 1966. São 4.804 unidades registradas.

– O piloto Carl-Magnus Skogh venceu o Acropolis Rally de 1965 pilotando um 122S.

– A policia sueca trabalhou em conjunto com a Volvo no desenvolvimento de um conjunto de equipamentos que mais tarde foi incluído nos carros de linha. Entre eles estão os freios a disco, assistente de freio, pneus radiais e o limpador de parabrisas com diferentes velocidades.

– Colin Powell, ex-secretário de Estado e presidente do Joint Chiefs of Staff do EUA, é um grande fã de carros. Ele possuiu vários Volvos clássicos, incluindo um Amazon Estate 1966.

– O catálogo Genebra 1963 contou com o Volvo 122S Cabriolet – seu criador foi listado como Jacques Coune, um fabricante de carroçerias belga. O carri tinha portas sem molduras de janelas e lanternas traseiras ligeiramente para frente. O catálogo deu a impressão de que era um carro de produção, mas Volvo tinha nada a ver com a iniciativa. Coune produziu apenas quatro destes 122S Cabriolet.

– O propagandista Amil Gargano assumiu a conta Volvo em 1962. Ele concluiu que os carros da montadora poderiam suportar praticamente qualquer coisa, e isso se tornou a posição de venda da marca. Um dos vídeos produzidos mostrava um Volvo andando sobre cascalhos e dizia que era possível “dirigi-lo, amá-lo ou odiá-lo. Mais barato que ir a um psiquiatra.”

– Havia planos para colocar um V8 em um Amazon – uma versão evoluída de um motor de caminhão. Dizem que cinco protótipos foram construídos, mas no final a administração da Volvo percebeu que um V8 não era adequado para o Amazon. Não havia nenhuma versão de seis cilindros, e o salto de quatro a um V8 teria sido muito grande.

– Os Amazon construídos na fábrica da Volvo em Halifax, Canadá, foram comercializados sob o nome Volvo Canadense.

– Quando gama de modelos da Volvo expandiu graças ao Amazon, a Volvo recuperou, em 1958, a sua posição como a maior montadora sueca do mundo de carro. Esta é uma posição que ela manteve todos os anos desde então.

– Em Todos os Homens do Presidente, o filme sobre o caso Watergate, o repórter do Washington Post Bob Woodward, interpretado por Robert Redford, dirige um Amazon branco.

Rebeca Martinez

Desde pequena mostrava opinião e gênio fortes. Nem sempre aquilo que interessava aos outros lhe chamava a atenção. Aproveita todo momento para conhecer um lugar novo, seja uma cidade, restaurante ou um automóvel. Para ela, buscar algo diferente traz sempre emoção.

Veja mais