Motor

O último Rolls-Royce Phantom VII

Depois de 14 anos na linha de produção, carro para de ser fabricado

por Rebeca Martinez 1 Fev 2017 15:48

Já se vão mais de 90 anos desde a criação do Phantom I – também chamado de New Phantom – , veículo que tinha como missão substituir o então aclamado “melhor carro do mundo”. De lá para cá, foram sete versões. Marco na história da fabricante de automóveis inglesa, o Phantom VII, lançado 78 anos após o primeiro Phantom é aquele cuja criação e sucesso mais se assemelha ao seu ancestral.

Ambas as histórias envolvem ambientes de criação repletos de sigilo e expectativa. O primeiro deles chegou a incluir o codinome Eastern Armoured Car (EAC), para que o projeto não vazasse ao público. Tal cuidado só voltou a ser visto mais de sete décadas depois, quando um time de engenheiros se reuniu em segredo num banco abandonado no centro de Londres. Ambos modelos enfrentaram épocas de grandes mudanças nos gostos da sociedade, forçando seus criadores a desenvolverem veículos que atendessem essas novas consciências.

No caso do Phantom VII os futuros proprietários exigiam autenticidade, o que tornava obrigatória uma visão completamente contemporânea na sua criação. O trabalho foi comandado por Ian Cameron, e quando revelado, em 2003, mostrou uma interpretação moderna de um clássico. O uso de alumínio para suas formas permitiu economia de peso, enquanto o motor Rolls-Royce V12 aspirado garantiu força com som baixo – que é marca registrada dos modelos da montadora atualmente. Pela primeira vez desde que os veículos eram esculpidos por artesãos, os futuros donos contavam com um programa de personalização que tornava o carro quase uma tela em branco repleta de detalhes e cuidado a ser personalizada.

Não é à toa que após o lançamento do Phantom VII tanto o público quanto a mídia consideraram que Cameron e sua equipe haviam, assim como o engenheiro Ernest Hives, restabelecido a lenda do “melhor carro do mundo”.

Agora o último Phantom VII deixa Goodwood depois de 14 anos de produção do modelo e a Rolls-Royce deve seguir para o futuro. Um novo Phantom estreia em breve.

Rebeca Martinez

Desde pequena mostrava opinião e gênio fortes. Nem sempre aquilo que interessava aos outros lhe chamava a atenção. Aproveita todo momento para conhecer um lugar novo, seja uma cidade, restaurante ou um automóvel. Para ela, buscar algo diferente traz sempre emoção.

Veja mais