Moda

Voutilainen lança Aki-No-Kure

Relógio traz inspirações japonesas à relojoaria suíça

por César Rovel 19 Abr 2017 13:55

Com Aki-No-Kure, Kari Voutilainen apresenta uma simbiose da tradição Japonesa com as criações Suíças de alta relojoaria. Um dos maiores estúdios de laca do mundo é o Unryuan, na cidade de Wajima, no Japão. Sob a orientação do Sr. T. Kitamura, são criadas obras de arte em laca que estão no pináculo da tradição japonesa.

Aki-No-Kure exibe o trabalho do estúdio Unryuan em seu movimento, mostrador e caixa, em uma obra-prima que levou mais de mil horas de trabalho para ficar pronta. As matérias-primas para a sua criação são: Kinpun (pó de ouro), Jyunkin-itakane (folha de ouro), Yakou-gai (concha do grande turbante verde) e Awabi-gai (concha de abalone da Nova Zelândia). Esta peça única foi inspirada em uma cena de final de outono no espírito do círculo da vida.

Voutilainen 28 Aki-No-Kure – Ficha técnica
Movimento
Peça única, projetado e produzido in-house com horas e minutos
Novo escape de impulso direto com duas rodas de escape
Dimensões 30 x 5,60 mm com platina principal de prata alemã pura e pontes feitas de prata alemã e titânio com decoração feita pelo lendário estúdio de laca japonesa Unryuan
Rodas em ouro, 21 rubis
Balanço de livre oscilação (diâmetro de 13,60 mm) com curva interior Grossman e curva exterior Philips, frequência 18.000 aph

Caixa
Feita de ouro 18 K com alto teor de paládio, diâmetro 39 mm
Frente e fundo de safira, com tratamento antirreflexos
Mostrador em obra de arte única criada pelo estúdio Unryuan
Ponteiros de ouro e aço, feitos à mão

Pulseira
Couro de aligátor com fecho em ouro branco 18K

 

César Rovel

César Rovel fundou em 2006 o site Relógios & Relógios, dedicado exclusivamente à relojoaria. Anualmente faz a cobertura dos salões Baselworld e SIHH – Salão Internacional da Alta Relojoaria, na Suíça, e do SIAR, no México. É membro do Cartier Fine Watchmaking Club e do Montblanc 4810 Club.

Veja mais