Moda

Seiko moderniza seu primeiro relógio de mergulho

SLA017 é modelo reeditado de lançamento de 1965

31 Mai 2017 12:49

A Seiko apresentou em Baselworld 2017 o SLA017, reedição de seu primeiro relógio de mergulho, um clássico lançado em 1965.

A reputação da Seiko como uma das líderes em relógios para mergulho não é mero acaso. É resultado de uma longa tradição de inovação de mais de 50 anos, tempo durante o qual foi responsável por criar muitas das características agora aceitas como normas na indústria relojoeira. De fato, as normas ISO se basearam, em parte, nas características dos relógios de mergulho Seiko. Invenções da marca como a pulseira estilo “sanfona”, o uso do titânio como material da caixa e os ponteiros extragrandes ajudaram a definir o que deveria ser um relógio de mergulho.

O primeiro relógio de mergulho da Seiko e do Japão foi fabricado em 1965, em uma época em que os relógios com altos níveis de resistência à água não eram muito comuns. Incorporava um calibre automático e era estanque até 150 metros. O relógio foi projetado para máxima fiabilidade e legibilidade nas condições mais severas e foi utilizado pela Expedição Japonesa de Pesquisa na Antártida de 1966 a 1969.

Primeiro diver Seiko, de 1965
Naquela época, quando as tecnologias de auxílio à navegação eram rudimentares, era vital dispor de um relógio preciso que pudesse ser utilizado em observações astronômicas, e o Seiko de mergulho demostrou estar à altura do desafio com um bom desempenho em cada expedição. A relevância do relógio iria além de satisfazer às necessidades dos exploradores antárticos. Como o mergulho recreativo crescia em popularidade, o relógio encontraria um público cada vez maior e levou a Seiko ao permanente desenvolvimento de relógios de mergulho resistentes, precisos e seguros, até os dias de hoje.

A reedição deste clássico de 1965 para a coleção Prospex respeita o desenho original, mas foi completamente atualizada quanto à tecnologia. Incorpora o calibre 8L35, projetado especialmente para uso de mergulhadores e fabricado pelos artesãos da Seiko nas oficinas de Shizuku-ishi em Morioka, ao norte de Japão. O projeto foi liderado por Nobuhiro Kosugi, premiado com os prestigiosos “Medalha com Fita Amarela” e “Mestre Artesão Contemporâneo”. Kosugi respeitou o original, como nos marcadores de horas 3D que se elevam em alto relevo e são parte integral do mostrador, o ponto luminoso às doze, o perfil delgado da caixa e o aro estreito. A caixa é praticamente idêntica à do original, trazendo o mesmo emblema do golfinho no fundo, mas foi ampliada em 1,9 mm.

Embora fiel ao desenho de 1965, este novo Prospex teve sua funcionalidade melhorada enormemente. Conta com vidro de safira “box” e resistência à água de 200 metros para maior fiabilidade, e pulseira de silicone para melhorar a resistência ao desgaste tanto sobre o neoprene como diretamente no pulso. A durabilidade também foi melhorada com o revestimento de extrema dureza que protege o relógio de arranhões. Este modelo montado e ajustado à mão estará disponível em uma edição limitada de 2.000 peças a partir de Julho de 2017.

Seiko SLA017 – Ficha técnica
Movimento
Calibre 8L35, automático, 26 rubis
Frequência 28.800 aph (4 Hz), reserva de marcha 50 horas

Caixa
Caixa de aço endurecido
Diâmetro 39,9 mm, altura 14,1 mm
Vidro de safira “box” com antirreflexos
Coroa de rosqueada, estanque a 200 metros
Resistencia magnética 4800 A/m

Pulseira
Em silicone; acompanha uma segunda pulseira, de aço

Preço
3.800 Euros

Veja mais