Moda

Verão idílico

Roland Herlory, CEO da marca de beachwear Vilebrequin, fala sobre o retorno ao Brasil às vésperas da abertura da temporada de calor nos trópicos.

17 Dez 2018 09:00

Após sua passagem pelo Brasil para a conferência anual Iguatemi Talks, o francês Roland Herlory, CEO da Vilebrequin, falou com a Carbono sobre o bem-sucedido retorno da marca ao país, as novidades da marca para a estação, e a vida no litoral europeu. Acompanhe a entrevista:

 

Carbono Uomo – Além dos seus compromissos profissionais, você também veio ao Brasil celebrar o início do verão. Como o espírito da estação marca a identidade da Vilebrequin?
Roland Herlory –
O verão acontece o ano inteiro. Essa é a filosofia da companhia. Temos uma sazonalidade muito grande, é verdade. Algumas lojas registram baixíssimas vendas em determinados períodos do ano, mas isso faz parte do nosso planejamento. Queremos ser uma empresa ligada ao verão, por isso temos que enfrentar os dias frios do inverno. Interessante, porém, o fato de que sempre é verão em algum lugar. Pessoas viajam, vão a lugares quentes, e por isso procuram por nossos produtos. Assim, podemos ser uma empresa summer only, e tudo bem.

 

Carbono – Essa é a segunda vinda da Vilebrequin ao Brasil, após fechar suas lojas duas lojas, e reabrir há um ano, em novembro de 2017. O que você espera para este retorno da marca ao país?
Herlory –
O Brasil é um mercado muito importante para nós, porque vive a cultura cotidiana da praia. Faz muito mais sentido estar aqui do que no Japão, um país onde não há prazer em se viver com os pés na areia. O que aconteceu, na verdade, foi que nossa antiga sócia-distribuidora queria se aposentar, e não encontramos alternativas antes do vencimento do contrato. Foi doloroso para mim, algo que demoramos para construir, e que poderia se destruir com bastante rapidez e facilidade. Eu não queria tomar a operação por conta própria, porque sou pequeno demais, precisava mesmo de alguém para cuidar disso por mim. Chegamos a um acordo com a iRetail, outra empresa do Grupo Iguatemi, para retomar o trabalho. São acidentes da vida empresarial, infelizmente.

 

Carbono – E você está feliz com os resultados que obteve neste primeiro ano de volta por aqui?
Herlory –
A loja está indo muito bem, e até o final do ano que vem teremos uma segunda loja no Iguatemi. O ponto já foi escolhido, está aprovado. Estamos em fase de acertar o cronograma. E então quero muitas outras lojas no Brasil.

 

Roland Herlory

 

Carbono – Você espera ter lojas da Vilebrequin nas praias brasileiras, seja em formato pop-up ou funcionando em ponto fixo?
Herlory –
É o que deveria acontecer. Nossas lojas na Europa ficam em praias, como Portofino, Capri, Forte dei Marmi e Saint-Tropez. São lojas sazonais, que ficam abertas durante quatro meses, a temporada de verão. Devemos estar nas praias, exatamente onde estão nossos clientes. Isso é o luxo absoluto, estar onde se é necessário.

 

Carbono – Em muitos momentos da moda, o luxo se confunde com estéticas minimalistas. Como a Vilebrequin subverte a tendência, com suas cores vívidas e estampas presentes?
Herlory –
A essência é justamente trabalhar com cortes e estampas fortes, mas em um nível luxuoso. Realmente, antes a elegância tinha tons mais sóbrios. Agora, se você olhar para Gucci, Dolce & Gabbana e todas essas marcas, elas estão incorporando a fantasia e as estampas malucas. É o que estamos fazendo há quarenta anos. Para mim, o segredo da marca sempre foi trabalhar no ponto de encontro entre a fantasia extrema e a elegância, e esta se traduz na qualidade dos tecidos, dos botões, da maneira que as peças foram costuradas. Quando você consegue misturar fantasia com qualidade, atinge a elegância.

 

Carbono – Você vive em Saint Barths, está acostumado com a vida na praia. Pode me contar um pouco da sua rotina?
Herlory –
Vou caminhar diariamente na praia, mas somente bem cedo pela manhã, ou no final da noite. Eu gosto de nadar pelado, é a melhor maneira, por isso preciso estar sozinho na praia. As roupas de banho são inúteis no meu caso. Às vezes, tenho que me forçar a usá-las. Quando vou para casa, sempre levo comigo alguns protótipos de peças e tecidos novos, que preciso experimentar.

 

Carbono – E quais são as novidades da marca para esse verão?
Herlory –
Estamos adiantados em algumas coleções, e agora vamos lançar uma colaboração com o Queen. No ano passado, fizemos o mesmo com os Rolling Stones, deu muito certo. A Vilebrequin tem esse espírito de Saint-Tropez dos anos 1970, de liberdade e leveza, parâmetros herdados do rock ‘n’ roll. Os Stones estiveram em Saint-Tropez em 1971, no ano que a marca foi fundada. Agora, estão lançando um filme sobre a vida de Freddie Mercury, e vamos acompanhar com duas estampas diferentes em nossas peças: uma com todos os ingressos para shows da banda que pudemos encontrar, e outra com a mesma imagem do encarte do último álbum deles, Inuendo, em que os quatro integrantes são desenhados como pierrôs-monstros. Eu amo essa estampa.

 

 

Veja mais