Moda

Panerai experimenta novo material em relógios

Submersible 1950 é feito com tecnologia BMG-TECH

por César Rovel 6 Fev 2017 13:00

A Panerai apresentou no SIHH 2017 uma novidade de seu Laboratorio di Idee: a primeira caixa de relógio inteiramente feita em BMG-TECH, um vidro metálico com excelentes características de resistência e durabilidade que permitem a preservação da sua aparência a longo prazo.

Este material tem aparência semelhante à do titânio, mas em um cinza mais escuro, e uma estrutura atômica que oferece uma série de qualidades úteis para um relógio de mergulho: resistência extrema ao desgaste, alta robustez e leveza extraordinária.

BMG-TECH, o material no qual a caixa, o aro, a coroa e seu dispositivo de proteção são feitos, é um vidro metálico (Bulk Metallic Glass – vidro metálico amorfo), feito a partir de uma liga especial. Esta liga (composta por zircônio, cobre, alumínio, titânio e níquel) é submetida a um processo de injeção a alta pressão e temperatura, seguido de um processo de arrefecimento de apenas alguns segundos, para que os átomos não tenham tempo suficiente de se arranjar em uma estrutura organizada e regular, como acontece normalmente nos cristais. Esta estrutura “caótica” do material é o segredo das suas características.

O modelo é estanque até 30 atm (cerca de 300 metros), com aro unidirecional de escala graduada para calcular o tempo de imersão, janela de data às 3 e pequenos segundos às 9. Os índices claros no mostrador azul, de acabamento polido, fornecem grande facilidade de leitura e excelente visibilidade em condições de iluminação fraca e até mesmo no escuro, graças ao uso de dois diferentes tipos de SuperLuminova nos índices, fazendo com que seja fácil identificar os pontos de referência para a leitura do tempo, assim como o tempo de imersão.

Inteiramente desenvolvido e produzido pela Manufatura de Alta Relojoaria Panerai, o movimento P.9010 é um calibre automático com reserva de marcha de três dias. Com 200 componentes e 31 rubis em 6 mm de espessura, propicia que a espessura da caixa seja reduzida. O balanço com ponte de suporte duplo, oscila a uma frequência de 28.800 aph (4 Hz), com dispositivo de parada, para que o relógio seja facilmente sincronizado com um sinal de referência. Além disso, a hora pode ser facilmente ajustada sem interferir no ponteiro de minutos, em saltos de hora em hora. Esta função é muito útil quando se muda de fuso horário ou se passa do horário de verão para o de inverno, sobretudo porque, ao se ajustar a hora, a data é alterada automaticamente quando necessário.

O fundo do novo Luminor Submersible 1950 BMG-TECH 3 Days Automatic (PAM00692) é feito em titânio e a pulseira em borracha preta.

Panerai Luminor Submersible 1950 BMG-TECH 3 PAM00692 – Ficha técnica
Movimento
Calibre P.9010, automático, inteiramente fabricado pela Panerai
Indicação de horas, minutos, pequenos segundos, data, tempo de imersão
Reserva de marcha de 72 horas

Caixa
47 mm, em BMG-TECH
Mostrador azul com índices luminescentes
Data às 3 horas, segundos às 9
Estanque a 30 atm (300 metros)

Pulseira
Borracha preta, fecho de fivela Panerai

 

César Rovel

César Rovel fundou em 2006 o site Relógios & Relógios, dedicado exclusivamente à relojoaria. Anualmente faz a cobertura dos salões Baselworld e SIHH – Salão Internacional da Alta Relojoaria, na Suíça, e do SIAR, no México. É membro do Cartier Fine Watchmaking Club e do Montblanc 4810 Club.

Veja mais