Lifestyle

Lifestyle sustentável na internet

Portal ECOEIRA tem curadoria de Chiara Gadaleta

11 Dez 2017 13:14

O movimento ECOERA, criado pela especialista em moda sustentável Chiara Gadaleta, com o objetivo de integrar os mercados de moda, beleza e design a questões sociais e ambientais, inaugura em novembro o primeiro portal de serviços e produtos com atributos sustentáveis do país – o portal ECOERA. O serviço funcionará como um hub de consumo consciente e nasce com 1000 itens disponíveis, alem de serviços diversos e dicas de práticas de impacto positivo para o dia-a-dia.

O Portal ECOERA será estruturado em quatro seções: Impacte Positivamente, com dicas simples e práticas de como melhorar hábitos rotineiros ou de como aderir a causas importantes; Guia, onde serão encontrados serviços como estabelecimentos, eventos ou profissionais mais próximos do endereço do interessado; Consumo Consciente, onde estarão disponíveis produtos sustentáveis de moda, beleza, gastronomia e design; e News, espaço onde serão reproduzidos notícias, vídeos e imagens ligadas à práticas e atividades sustentáveis.

Todos os serviços, produtos e dicas gerais das seções estarão divididos nos quatro pilares da sustentabilidade: ambiental, social, cultural e econômico, para que o consumidor entenda que sustentabilidade não está só ligada ao meio ambiente, além de informar qual dos segmentos está sendo fomentado no momento da compra.

A projeção é de reunir os melhores serviços e marcas sustentáveis do mercado e movimentar R$ 8 milhões no primeiro ano de operação. “O mercado vem mostrando grande evolução em serviços e produtos que promovam uma relação mais saudável e de menor impacto negativo com o meio ambiente. A missão do Portal ECOERA é conectar indivíduos, empresas e terceiro setor em torno do consumo consciente fomentando formas positivas de fazer negócios”, conta Andrea Teixeira, sócia do Portal ECOERA.

Além do guia de serviços, a cada compra o consumidor poderá neutralizar sua emissão de CO2 e até apoiar uma organização do terceiro setor. “Os consumidores da nova era estão interessados não só no ato da compra, mas em como a aquisição de um serviço ou produto pode ajudar a sociedade e o planeta”, ressalta Chiara. Além disso, o portal neutralizará suas emissões de CO2 em parceria com o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM) e conectará doadores e entidades sem qualquer custo a ambos os lados.

Com uma curadoria de ponta liderada por Chiara em parceria com um time de especialistas, o Portal ECOERA também funcionará como um selo de legitimidade e procedência. “O consumidor se sentirá seguro e próximo às marcas e projetos que tenham uma relação verdadeira com as questões sociais e ambientais”, acrescenta Chiara.

A expectativa é de que, em um segundo momento, o portal disponibilize um relatório de impacto de compra de cada consumidor, mostrando o quão consciente foi a operação, quantas árvores plantou e que pilar da sustentabilidade ajudou a fomentar.