Lifestyle

Arquitetura da Liberdade

Bruno Gagliasso controla seu próprio tempo e administra a vida do jeito que a gente gostaria de um dia poder fazer também

por Piti Vieira 19 Mai 2017 12:48

Quando eu esperava pelo Bruno no aeroporto de Congonhas para levá-lo até seu apartamento – em obras – nos Jardins, onde este ensaio foi fotografado, muitas coisas passavam pela minha cabeça. Como vai ser receber uma celebridade acostumada com muitos assessores e muitos puxa-sacos? Será que ele vai estar de bom humor? Vamos nos dar bem? Nossa intenção em não mandar um motorista pegá-lo foi quebrar o gelo de cara e, assim, tentar entender rápido quem é Bruno Gagliasso. Nós não queríamos colocar em nossa capa apenas um famoso que ajudasse a vender mais revistas, o que a gente procurava era um cara que compartilhasse os mesmos ideais e o mesmo estilo de vida da Carbono.

Logo que saiu pelo portão de desembarque, Bruno mostrou que simpatia, tranquilidade e simplicidade são qualidades que ele não se esforça para ter. Sorriu para quem o reconheceu, parou para fotografar alguns carros vintage em exposição na garagem do aeroporto e se entusiasmou quando foi avisado de que o Jaguar F-Type que ele admirava era o mesmo que o conduziria até seu endereço paulistano. Quando eu disse que ele poderia guiar, o carioca de 34 anos que virou pai recentemente não pensou duas vezes, saiu acelerando e começou um papo livre de amarras e sem meios-termos, o que dificilmente acontece em uma entrevista. Descontraído, ele mostrou que controla seu próprio tempo e administra a vida do jeito que a gente gostaria de poder fazer também. “Tenho uma rotina de executivo, de segunda a sexta. Só que tem segunda em que eu posso não gravar e tem segunda em que gravo de 6 da manhã até 8 da noite. Mas eu só sei disso uma semana antes. Feriado para mim não existe. Minha rotina é não ter rotina”, diz ele que atualmente está na novela Sol Nascente. Além da agitada vida de artista, Bruno possui uma agenda de negócios bem movimentada.

Ele é sócio na +55 Group, holding proprietária do restaurante francês Bagatelle (em São Paulo e no Rio), da padaria Santo Pão (em São Paulo e em Guarulhos) e da lanchonete Burger Joint (duas lojas na capital paulista e mais três a serem inauguradas ainda este ano na capital fluminense). Fora do grupo, o ator também é sócio do bistrô Le Manjue Organique, na Vila Nova Conceição (que abre este ano nova unidade na Rua Augusta e um café no Rio), do box de CrossFit CFP9 (no Rio e em Campinas) – única atividade física que ele pratica atualmente – e da pousada Maria Bonita, em Fernando de Noronha, que inaugura ainda em 2016. “Não me considero empresário, me vejo como um realizador. Meus negócios fazem parte do meu cotidiano. Jamais teria algo que eu não frequentasse ou não admirasse de alguma maneira. E todos fazem sucesso independentemente de quem eu sou. Isso é uma regra básica de como vejo meus empreendimentos e investimentos”, diz ele.

Incansável, Bruno ainda empreende junto com seu sogro, o arquiteto Roberto Baldaconni, no evento Fight 2 Night, cuja primeira edição acontece no começo de novembro na Marina da Glória, na capital carioca, e vai unir MMA, show musical e festa. O descanso? “Eu curto muito viajar. Se eu pudesse, ficaria três meses no Rio, três meses em Noronha, já teria construído meu rancho (na região Sul fluminense) e lá ficaria também três meses, e os outros três meses viajaria para

Nova York, Europa e São Paulo”. Que vida!

 

Veja mais