Gastronomia

Quintal Orgânico

Eles levam o campo para o centro da sua mesa

por Ricardo Moreno 17 Fev 2017 10:37

Por Rafael Bittencourt, especial para o The Summer Hunter

Todo mundo conhece alguém que decidiu mudar radicalmente seus hábitos alimentares, principalmente depois de ter assistido algum documentário no Netflix (Cowspiracy é, provavelmente, o mais influente, assim como a imperdível série-documental Cooked, baseada no livro homônimo de Michael Pollan) e i

Assim, em março de 2016, O Quintal Orgânico nasceu para democratizar a alimentação orgânica, fomentando a agricultura local e visando o consumo totalmente sustentável: do plantio ao descarte.

A curadoria de todos os produtos é feita pessoalmente por Luís e Christian, que não aceitam nenhum alimento que não tenha certificação de orgânico, sejam eles frutas, legumes e verduras (todos estes sempre “da época”), ou mesmo os temperos e manufaturados da “mercearia” do Quintal, como arroz, café, geleias, farinhas, linhaças, kombuchas, etc.

“Fomentar esse ciclo implica em se preocupar com todos os pontos. Por isso só trabalhamos com os agricultores familiares e individuais aqui do Rio, porque além de ter alimentos mais frescos, também é uma forma de minimizar os gastos com transporte”, explica Luís.

mediatamente se tornam ativistas daquilo que começa a se firmar como uma causa pessoal e social, em que selos de orgânico são pequenas bandeiras e conhecer pessoalmente o produtor não é mais exclusivo das grandes cadeias de supermercados.

Para Luís Lellis e Christian Belizário a criação de um negócio baseado nessas premissas foi mais que uma extensão de seus estilos de vida, mas também uma maneira de trazer mais acessibilidade a uma cadeia de consumo responsável baseada em respeito à natureza numa economia onde todos possam se beneficiar e crescer juntos.

Ao contrário do que possa se pensar, a tecnologia aqui não é encarada como inimiga e sim como grande aliada que ajuda a reduzir custos e o impacto ambiental que uma loja física pode gerar. Além do mais, ser baseado em uma plataforma online só facilita e customiza o processo de compra, como Luís conta: “A ideia é personalizar sempre, se adequando aos desejos do consumidor de uma forma rápida e prática. Por isso, além de termos o formato da compra pontual, também temos as assinaturas, cuja frequência de recebimento pode ser definida pelo próprio cliente, que recebe tudo em casa sem ter que se preocupar.”

Por enquanto, os produtos do Quintal Orgânico estão disponíveis apenas na Zona Sul, Zona Oeste e no Centro do Rio de Janeiro, mas já há planos para a expansão das operações para São Paulo ainda esse ano.

 

Ricardo Moreno

Ricardo já publicou seus textos em jornais, sites e revistas como Wallpaper*, Wired Itália, El País, Freunde von Freunden, GQ, Playboy e Folha de S.Paulo. Foi diretor da Galileu e Band Outernet, editor de mídias digitais da MTV e Trip. É fundador do The Summer Hunter, e atualmente também trabalha como correspondente da revista Monocle.