Gastronomia

Projeto Rabo de Galo vai até outubro

Bares de quatro cidades fazem ação para enaltecer coquetel brasileiro

11 Set 2017 12:17

Entre os dias 13 de setembro e 01 de outubro, mais de 70 estabelecimentos de diferentes capitais do país participarão do projeto promovido pela cacha a Yaguara, que doará R$1,50 de cada drinque vendido ao Slow Food do Brasil. Feito basicamente com dois ingredientes – cachaça e bitter (infusão amarga de raízes, folhas, frutos e/ou especiarias em bebida alcoólica neutra), o Rabo de Galo foi inventado no Brasil e é um dos coquetéis mais vendidos no país.

A cachaça Yaguara, criadora do projeto, convidou grandes nomes da coquetelaria de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre para a ação. Durante o período, cada chef de bar das casas participantes apresentará sua versão exclusiva do drink clássico. É o caso dos bartenders Ale D’Agostino, do paulistano Apothek Cocktails & Co., que criou o drink com Yaguara Orgânica, Cynar, Jerez fino e twist de limão, e a carioca Jéssica Sanchez, do Vizinho Gastrobar, autora do Rabo de Galo by Vizinho, feito com Yaguara Branca, Vermute Tinto com cerejas, Cynar, finalizado com casca de laranja.

O coquetel, quando elaborado com a Yaguara Branca, será vendido no máximo por R$20 e quando elaborado com a Yaguara Orgânica ou Yaguara Ouro, custará até R$ 25. Para cada drinque vendido, R$ 1,50 será doado para o Slow Food do Brasil, movimento que, entre outras coisas, luta pelo reconhecimento do patrimônio gastronômico do país.

Para marcar a abertura do projeto, o Apothek, uma das embaixadas paulistanas, receberá o público para uma grande festa neste 11 de setembro, a partir das 19h. Na ocasião serão servidas as versões dos Rabo de Galo dos embaixadores por um preço ainda mais especial. Simultaneamente, o Garoa Bar Lounge, embaixador carioca do projeto Rabo de Galo, oferecerá a mesma festa ao público do Rio