Design

Meu Bairro – Carol Bueno

Única brasileira entre os sócios do escritório de arquitetura Triptyque, Carol Bueno faz uma ode às imediações da Avenida Paulista, novo ponto de efervescência de São Paulo

por Artur Tavares 18 Ago 2017 12:17

Responsável por um dos projetos mais arrojados de renovação do Elevado Costa e Silva, o Minhocão, a arquiteta Carol Bueno vê de forma privilegiada os cidadãos paulistanos redescobrindo o prazer de ocupar o espaço urbano. Há 17 anos ela montou, com franceses que conheceu na Escola de Belas Artes de Paris, o escritório Triptyque. Entre muitos projetos, eles estão à frente da reforma do antigo Hospital Matarazzo, futuro espaço com hotel, lojas, galeria de arte, cinema, restaurantes e residências em uma rua atrás da Avenida Paulista.

Para Carol Bueno, a relação do paulistano com sua cidade mudou há cerca de três ou quatro anos, quando projetos urbanísticos polêmicos foram aprovados. Ela cita o fechamento da Paulista aos domingos, hoje unanimidade de aprovação entre os cidadãos, e a implantação de grandes malhas cicloviárias. “Acho que essa retomada teve origem em uma vontade do poder público de fazer com que as pessoas fossem cada vez mais para as ruas. Os arquitetos entenderam o recado e começaram a contribuir com ideias, projetos e movimentos de mudança”, conta Carol.

Triptyque, premiado dentro e fora do Brasil, sempre buscou criar projetos que dialogassem com o seu entorno. São do escritório alguns dos prédios mais legais da cidade, erguidos por incorporadoras como Idea! Zarvos. “Pensamos em uma retomada do verde em São Paulo em detrimento do concreto típico do Modernismo. E de espaços que são feitos para as pessoas. Nosso conceito vem da liberdade da Belas Artes, da expressão, do questionamento da escola ao pensar e fazer de outras maneiras.” Exemplo é o projeto do Minhocão, que planeja transformar o Elevado em parque a céu aberto, o entorno em jardins suspensos e sua marquise em uma série de áreas comuns. Cada bloco receberá quatro módulos de programa: cultura, alimentação, serviços e comércio. O plano foi aprovado pelo ex-prefeito Fernando Haddad, mas ainda não seguiu sob a gestão Doria.

O atual momento de mudança de local do Triptyque – eles trocaram o Jardim Paulista pelo Centro – reflete a visão da arquiteta em relação à cidade. “São Paulo vem, aos poucos, migrando da zona oeste para a zona sul, voltando à Paulista e descendo para o Centro.” O novo escritório, “no olho do furacão”, como ela diz, fica em um prédio tombado de 1956, desenhado por Carlos Bratke, em frente ao Copan de Oscar Niemeyer. “Ele é todo de cobogó. Parece fechado, mas é um elemento vazado. Por dentro tem uma luz incrível”, conta.

Carol recebeu Carbono Uomo em sua cobertura, atrás do Parque Trianon. E propôs não falar apenas de seu bairro, mas de todo o entorno da Avenida Paulista, incluindo Centro e Jardim Paulista. Ela explica: “O entorno da Avenida Paulista é parte fundamental do que tem acontecido na cidade nos últimos anos. A avenida é o nosso eixo monumental. Acaba de ser inaugurada a Japan House, do arquiteto Kengo Kuma. Está em fase de término a renovação do Instituto Moreira Salles, projeto do escritório Andrade Morettin, e a restauração da Praça Oswaldo Cruz”. Suas escolhas são galerias de arte, espaços de convivência urbana e uma joia particular: um brechó na Rua Augusta.

Mirante 9 de Julho


Era outro local abandonado de São Paulo que foi retomado pela população nessa descida para o centro. O Isso é Café oferece alguns dos melhores coados e expressos da cidade.

Hospital Matarazzo

É um sonho do empresário francês Alexandre Allard, com reformulação do Triptyque, que vai transformar completamente a região. O projeto contará com hotel, residências e um ponto de destino para arte e gastronomia. É um lugar lindo, que fará a diferença quando estiver pronto.

Parque Trianon

O Trianon é um parque muito lindo e pouco valorizado na cidade. É uma área enorme, de árvores referenciadas com números e nomes. Quero fazer uma campanha em prol da conservação do parque.

B.Luxo Vintage

É um brechó que eu adoro na Augusta. As roupas são bem apresentadas, você vê que elas foram limpas. Brechó é uma parte da vida do arquiteto. Nós estamos sempre de olhos abertos, atentos aos garimpos.

Japan House

Mendes Wood DM

Avenida Paulista

É o eixo monumental paulistano. Toda reformulação da área passa pela reocupação de lá. Durante alguns anos a cidade desceu, e agora está olhando para a Paulista de novo.

Artur Tavares

Sob o signo de câncer, nasceu de oito meses. Desde este infortúnio, mostrou-se impaciente. Soube aproveitar esta peculiaridade e transformá-la em curiosidade. Odeia rejeitar convites para restaurantes, está sempre com um livro e adora passar os finais de semana em meio à natureza, com suas companhias favoritas e o melhor da música eletrônica.